A PETRONAS Lubrificantes Brasil anuncia mudanças no corpo diretivo da empresa. A partir de janeiro de 2022, Luiz Sabatino, após 5 anos como CEO Brasil, assumirá novos desafios e passará a exercer a função de CEO Américas para a divisão Industrial.

Sabatino tem no currículo experiências e competências em diversas organizações, onde destacam-se cargos executivos em empresas como: Blue Star Line, Shell, Coca-Cola, Visa Vale, entre outras.

Em seu lugar assumirá como CEO Brasil, Rogério Lüdorf, que está na organização nos últimos 8 anos, e recentemente ocupava a Diretoria de Excelência Comercial e Marketing Américas.

Lüdorf, tem atuação executiva em empresas multinacionais como: Shell, Deloitte, além de passagem pelo Comitê Olímpico Rio 2016, bem como sócio-diretor em consultoria estratégica. Destaca-se por sua expertise nas áreas de: Marketing, Comercial, Finanças Corporativa, Operações, Planejamento Estratégico e Governança.

As alterações na organização se alinham com a visão dos desafios de mercado atuais e futuros da PETRONAS Lubricants International (PLI).

Sobre a PETRONAS Lubrificantes Brasil

A PETRONAS Lubrificantes Brasil (PLB) é a divisão de fabricação e comercialização de lubrificantes da PETRONAS Lubricants International, responsável por atender às necessidades dos clientes na América Latina. A PLB tem uma das mais modernas fábricas, localizada em Contagem, Minas Gerais, com capacidade de produção de 220 milhões de litros por ano. Apoiada por uma ampla rede logística e centros de distribuição em Contagem, Curitiba, Recife e São Paulo, a PLB está comprometida em atender as demandas de lubrificantes industriais e automotivos na América Latina.

Sobre a PETRONAS

A Petroliam Nasional Berhad (PETRONAS) é um parceiro global de energia e soluções com presença em mais de 50 países. Impulsionada por seu propósito de enriquecer vidas para um futuro sustentável, a PETRONAS continua a expandir seu portfólio em recursos convencionais e não convencionais, e uma gama diversificada de combustíveis, lubrificantes e produtos petroquímicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *