Crescimento considera colaboradores e colaboradoras em cargos de supervisão e acima

Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do eucalipto, ampliou em 23% o número de pessoas negras ocupantes de cargos de liderança na companhia desde o início do ano. Atualmente, há 321 negros e negras em posições de supervisão e acima nas operações no Brasil. Em dezembro de 2020, eram 260 pessoas. Com isso, pessoas negras ocupam atualmente 28,4% desses cargos na Suzano.

A companhia valoriza o pilar da diversidade e entende que há uma jornada de transformação e evolução a ser percorrida, o que inclui a adoção de uma série de iniciativas de atração, retenção e capacitação. Entre elas, destacam-se o letramento racial da diretoria, um pool de talentos proativo onde há uma seleção de negros e negras para vagas específicas de liderança, além do compromisso de garantir ao menos 50% de pessoas negras e/ou mulheres nas etapas finais de entrevistas, entre outras ações. A Suzano também tem como meta ampliar em três pontos percentuais o número de negros e negras em cargos de supervisão e acima ainda este ano, e até o momento já atingiu dois pontos percentuais.

“Nós precisamos oferecer oportunidades de formação e desenvolvimento, priorizando a diversidade já no ingresso dos novos talentos, pois são esses jovens que serão os líderes do futuro. Hoje, ao celebrarmos o Mês da Cultura Negra, refletimos o nosso papel enquanto companhia de tornar a representatividade nas organizações uma realidade”, diz Marcelo Bacci, Diretor Executivo de Finanças, Relações com Investidores e Jurídico da Suzano. Bacci é também Sponsor do GA (Grupo de Afinidade) de Negros(as) da companhia.

Nos últimos anos, a Suzano tem flexibilizado os requisitos para as novas pessoas que desejam ingressar na companhia, privilegiando o potencial em detrimento dos aspectos de educação formal, já que considera o pilar de formação como algo que pode ser complementado e desenvolvido dentro da própria companhia. Esse direcionamento tem contribuído para atrair e reter talentos diversos na Suzano, incluindo os grupos minorizados. Em 2021, os programas de Trainee e de Estágio da companhia contaram com 40% e 35,6% de pessoas negras, respectivamente. Ainda este ano, o Programa de Preparação de Gestores de Celulose e Papel teve metade do público composto por pessoas negras.

A Suzano tem ampliado o quadro de colaboradores(as) de modo geral e, somente este ano, o total de pessoas que trabalham na companhia cresceu 10%. Com essa trajetória de expansão, a companhia entende que, para manter um caminho de constante aprendizado no que diz respeito à diversidade e inclusão, as ações precisam ser permanentes. Por isso, durante o Mês de Celebração da Cultura Negra, a empresa tem promovido uma programação especial para trazer mais visibilidade e ampliar o engajamento de todas e todos com o tema.

Com o lema “Cultivar orgulho, fortalecer nossa evolução”, as iniciativas são inspiradas em dois conceitos centrais: a ancestralidade e o afrofuturismo, de modo a estabelecer um diálogo com o passado, resgatando e valorizando as culturas dos povos originários do continente africano, os processos de transformação dessas identidades na formação das sociedades ocidentais, como a brasileira, e com presente-futuro, para empoderar as pessoas negras em todos os lugares e espaços.

Como parte da programação temática, a Suzano promoveu, por exemplo, a live “Nossa ponte para o amanhã”. O bate-papo, mediado por Bruna Ribeiro, consultora de Sustentabilidade da companhia, contou com a participação de Fabio Almeida, Diretor Executivo de Papel e Embalagens da Suzano, também Sponsor do GA de Negros(as) da companhia, e da escritora, educadora e influenciadora Kiusam de Oliveira. O evento abordou a importância da educação como instrumento de transformação social e empoderamento de negros e negras em suas lutas. “Debates e reflexões como as que estamos propondo nos ajudam a impulsionar a educação e fortalecer a cultura antirracista, além de estarem alinhados a um dos nossos Compromissos para Renovar a Vida, como o de aumentar em 40% o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) em municípios prioritários”, afirma Bruna.

O vídeo da live “Nossa ponte para o amanhã” pode ser acessado no canal da Suzano no Youtube: youtube.com/SuzanoOficial.

Sobre a Suzano

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 97 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *